sexta-feira, novembro 24, 2006

Post escrito por Sónia Jeremias


Como já disse antes, aceito posts escritos por vós, seja sobre que assunto for.

Como tal, hoje temos uma estreia, a publicação de um post escrito por uma amiga minha já retratada anteriormente aqui neste blog.

Fica o texto na integra:

Minha querida amiga é tão bom reviver momentos da nossa vida com o entusiasmo que te tu escreves e relatas….

De facto sempre fomos miúdas que nos demos muito bem, tivemos em nossas vidas momentos bem marcantes para ambas, muita brincadeira, muitas gargalhadas mas também algumas lágrimas … afinal faz tudo parte da vida!

Ainda me lembro duma enorme bebedeira que apanhámos na Casa Velha e o Fausto com uma de cada lado… grande e desengonçado e com uma paciência enorme afinal tinha de dar vontade de fazer xixi logo às duas ahahahahahahahahaha

Lembro-me também da minha festinha dos 6 anos… todos a brincar a correr até que a Pala resolve mostrar os dotes artísticos ao tentar dar uma cambalhota… trás zás… caiu redonda no chão… forte como era só se viam os grandes olhos brilhantes e dizia vou até casa…. (nunca gostou nada de mostrar a parte fraca ahaha) claro que acabámos por nos divirtir.

Bem teria tantas histórias para contar que talvez pudesse passar aqui dias…. No fim de tudo apenas te quero dizer que serás sempre uma boa recordação na minha vida e, eu admito, apesar de ser uma desnaturada desejo-te a ti aos teu filhos e ao maluco do Fausto tudo de bom… continua com esse espírito, com essa força pois apesar do teu 1,5m és de facto uma GRANDE MULHER.

Um beijo enorme
 
posted by Peste at 9:52 da manhã, |

4 Pestinhas:

Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Homem você é rápido :S inda estava a postar!!! Bom dia :P
Capitão o seu comentário desapareceu!!! juro que não apaguei!!!
Olá, Peste.
Fui eu que eliminei.
Como o que estava visível era apenas o título do post, prantei lá uns quantos pontos de interrogação.
Ao actualizar a página é que vi o post completo, pelo que não fazia sentido manter os ditos pontos de interrogação.
Tá-se bem?