sexta-feira, outubro 20, 2006

Meu 2º Pai - Tio Manel



Casado com a minha tia Clotilde, foi meu pai de substituição, homem doce, sempre muito calmo e com uma maneira de ser bastante pacifica.
Um anjo de pessoa, aceitou todos em casa, sem objecções, principalmente a minha avó que ainda hoje vive com eles, e a mim acedeu que vivesse com eles sem restrições.
Tenho boas memórias do passado com ele.
Trabalhou de pedreiro profissional, hoje é reformado, mas lembro perfeitamente as noites lá em casa, ele não tinha hábito de jantar, comia apenas um tigelão enorme de papa nestum figo (sua preferida), a minha tia confecionava a dita, e eu desde pequena que adorava levar-lha à sala onde estava habitualmente a ver o telejornal.
Relembra sempre que fui lá para casa e ficava por baixo das mesas de tão pequena que era :)
Quando alguma vez eu fazia uma das minhas, e a minha tia ou avó ralhavam-me, e ele calmamente convidava-me a sentar-me no sofá ao seu lado, como se ali fosse terreno neutro e a salvo.
Esteve na almanha em novo, foi trabalhar para construir a vivenda onde hoje mora e que construiu com as próprias mãos.
Lutador de natureza, hoje possui também um terreno em Milfontes, onde também ele mesmo contruiu uma casinha, e onde adora passar o tempo, axo que de vontade dele ficaria a viver por lá, a minha tia é que o prende por cá e nesta altura a minha avó também, pois todas as mãos são poucas para ajudar.
Tem uma grande capacidade de amar sem no entanto parecer emotivo, fica feliz por ter a familia reunida mas não é homem cá para mariquices e beijaroquice.
Como disse antes... foi um pai para mim, tenho-lhe imensa estima.
Obrigado meu tio, és uma estrelinha na terra.
 
posted by Peste at 9:57 da manhã, |

1 Pestinhas:

  At 4:44 da tarde Anonymous Mistral said:
Infelizes dos que nunca encontram a sua estrela na terra. Quantos, rodeados de grandes familias nunca encontraram essa estrela e passam a vida, perdidos, à procura de uma que seja a sua referência sem a encontrarem.
É gratificante saber que os nossos amigos, encontraram a sua.
Eu acho que tens em ti muito da tua estrela, que é de onde vem muito do teu encanto.